Qualidade x Quantidade
12 de setembro de 2019
mundo digital
Como se destacar no mundo digital!
29 de novembro de 2019
Show all

Comunicação é como medicina

Quem é médico está cansando de saber que muitos pacientes entram em seus consultórios esperando uma coisa que eles não podem fazer: mágica. Diferentemente do que muita gente pensa, na Medicina nada funciona como um toque de varinha de condão: é um processo que começa desde o pré-operatório, termina no pós-operatório e não depende exclusivamente do médico. E não é porque algum tratamento funcionou com seu vizinho e ou parente que vai funcionar com você.

Com a Comunicação e o Marketing funciona do mesmo jeito. Por conta do boom das mídias sociais e dos excelentes resultados de muita gente, um sem número de pessoas chega às agências de publicidade esperando exatamente isso: mágica. Mas o processo de construção de uma identidade e de um vínculo com o seu público é longo e mais trabalhoso do que se pensa.

Ao contrário do que você possa imaginar, a grande maioria dos fenômenos da Internet demorou anos para se consolidarem como tal e se tornarem referências. Evidentemente há exceções, mas, no entanto, a grande maioria dos fenômenos comunicacionais repentinos são insustentáveis e, tão de repente quanto surgem, desaparecem. Quem não se lembra, por exemplo, do “Para nossa alegria”? Aquele fenômeno foi despropositado, alcançou números incríveis e sumiu. Não pensem que grandes blogueiros e youtubers começaram do topo.

O grande problema é que, como bons publicitários, todos sabemos o que os clientes querem ouvir. E muita gente vende a falsa ilusão de conquistas astronômicas em um curto período de tempo. De fato, é possível; aliás, qualquer um pode ganhar milhares de seguidores em poucos dias. A questão é: em longo prazo isso se sustenta? Você prefere um milhão de seguidores no Instagram e ter o consultório vazio ou 100 seguidores que marcam uma consulta?

O trabalho bem feito, gerando bom conteúdo e de credibilidade vai conquistar os pacientes de maneira mais gradual; no entanto, serão pacientes muito mais identificados com você e propensos a procurá-lo. Sejamos honestos, você iria a um médico que vive postando frases motivacionais e tem um milhão de seguidores ou a um outro que esclarece suas dúvidas?

Não se preocupe. Se o seu conteúdo for bom, cedo ou tarde, o número de seguidores aumentará e serão pessoas realmente relevantes. Mas não é mágica e não depende só da Comunicação: excelência no atendimento, resposta ao paciente, entre outras ações, tudo isso influencia na criação de uma boa imagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *