Estratégia digital 5 – Nada é tão simples quanto parece – Marketing Médico – MedTarget
Estratégia digital 4 – Gasto ou investimento? É a hora de falar sobre dinheiro
26 de novembro de 2020
Estratégia digital 6 – Definindo o orçamento
10 de dezembro de 2020
Show all

Estratégia digital 5 – Nada é tão simples quanto parece

No último post, falamos sobre o ROI. Imagino que muita gente já se decepcionou ao perceber que o ROI está longe de ser apenas monetário. Aliás, no digital, o ROI monetário é o menos importante. Ou seja, ganhar dinheiro online está longe de ser algo fácil, como muitos imaginam.

Outra coisa que muita gente imagina é que o Marketing Digital é mágico: você investe R$1,00 e dá noite para o dia tem resultados inimagináveis. Não é bem assim. É preciso ter recursos, canais… E é justamente para isso que serve o processo de auditoria digital. 

Em poucas palavras, a auditoria digital é a avaliação de todos os ativos digitais e canais digitais para identificar o estado geral das atividades digitais. Seguem alguns passos:

  • Processo de auditoria digital
    • Auditoria do site
      • Revisar o site existente: verificar todos os aspectos: conteúdo, usabilidade, recursos, SEO, otimização. Ou seja, uma revisão técnica, funcional e estética. 
    • Auditoria social
      • Revisar os canais existentes: rever todos os canais sociais que você usa. Avaliar se são úteis, quais serão mantidos, quais serão extintos, quais precisam ser atualizados
    • Acesso e logins
      • Você tem todos os logins e senha?Parece incrível, mas é verdade. Muita gente não tem ideia do seu login e senha nas redes. Às vezes você cria algo no impulso, nem lembra que tinha e esse algo até te impede de criar uma nova rede… 
    • Administradores
      • Quem acessa os seus canais? Sim, isso é importante de ser feito. Você acessa suas redes. Mas quem mais o faz? Uma agência? Agência e equipe de marketing? Assessoria? É essencial que você saiba disso!
    • Recursos existentes
      • Quanto de recurso está alocado?  E quando falamos nisso, não é só financeiro. Mas equipe, tecnologia, tempo.
    • Corrente de comando
      • Quem gerencia a atividade?
      • O que cada um faz?
      • Quem é o responsável?
    • História
      • Quais os dados históricos disponíveis? Como foi seu desempenho anteriormente? 
  • Recursos digitais

No tópico anterior, falamos em recursos. E já falamos que não se trata apenas de dinheiro. Então, agora vamos falar sobre esses recursos. Por definição, recursos digitais são todos recursos necessários para estabelecer uma estratégia de sucesso. Veja quais são:

  • Tempo
    • As pessoas subestimam a quantidade de tempo consumida. Desenvolver uma estratégia digital leva tempo, bem como o ver seus resultados.
    • O tempo está diretamente relacionada com a quantidade e qualidade de pessoas envolvidas, quantidade de verba disponível e, sobretudo, com a expectativa realista do resultado.
  • Dinheiro
    • É o que causa frustração: as pessoas tinham a percepção que o digital era relativamente gratuito e rentável, que era um uso eficaz do orçamento com retorno rápido. Mas, como já foi dito – e muito bem dito – no Dilema das Redes, da Netflix, o digital não é grátis. A questão é: se você não está pagando, você é o produto.
    • Com o avanço das tecnologias, o digital se tornou mais complexo, requerem muito mais tempo, mais investimento e mais ferramentas que precisamos usar para medi-lo de forma eficaz (ferramentas que custam dinheiro – muito). A concorrência acirrada e as grandes expectativas fizeram as empresas desenvolverem tecnologias e ferramentas para otimizar o processo. Mas, repito, todas elas são bem caras. 
    • Isso se reflete no custo de anúncios, ferramentas, terceiros (agências), e, embora o cliente não consiga entender ou ver o valor agregado, o custo para gerenciar o digital é alto. Você acha, por exemplo, que usamos o celular para gerenciar cada conta de Instagram de cada cliente? 
  • Pessoas
    • O recurso mais subestimado – precisa-se das pessoas certas para os lugares certos
    • Empresas normalmente visam sucesso prematuro e dedicam pouco esforço na busca por pessoas certas, afinal, elas têm a impressão que é fácil, que qualquer adolescente faz. 
    • Elas colocam uma pessoa cuidando do social, o social decola, mas brevemente cai porque a pessoa é incapaz de realizar seu trabalho adequadamente porque existe muita demanda. Ou você cria um site simples e vai aprimorando. Acontece que o site exige desenvolvimento e trabalho e você descobre que não tem as ferramentas e habilidades necessárias.
    • Resumindo: é uma bola de neve e você se torna escravo do seu sucesso. Você tem uma pessoa que cuida do social, mas à medida que ele dá certo, ele exige mais cuidado, mais tempo, portanto, uma pessoa não consegue manter a eficiência.
    • Sem contar que o digital é um campo amplo: por exemplo, o risco para equipes menores é quando você descobre ter alguém muito interessado no social, então o social parece dominar todo o seu tempo, você não está medindo e verificando seu Analytics com a frequência devida, seu site fica em desuso, ou não está usando o orçamento de mídia adequadamente só porque o social ficou mais interessante. Ou seja, você foca apenas em um quesito do digital.
    • A questão é que pessoas custam dinheiro e quanto melhor a pessoa, mais dinheiro ela custa. 
  • Mapa de Recursos

É importante saber os recursos necessários desde o início, então você pode planejar e colocar no seu orçamento, porque o digital é fascinante, por isso é muito fácil de você se perder nele.

Uma boa estratégia para isso é criar um mapa de recursos, comparando os recursos disponíveis com os necessários, como este abaixo:

  • LEGENDA
    • Horas: Tempo dedicado semanalmente para cada tarefa
    • Gasto: Gasto mensal com anúncios
    • Produção: aqui é onde as pessoas não querem investir. Elas preferem usar seu tempo ou a expertise da equipe. Mas o quão isso é vantajoso? Aqui entra o valor que você gastar para produzir as coisas. Quanto mais você cresce, você precisa ser mais profissional e produzir em maior volume
    • Treinamento: investir na equipe. Fazer as mesmas coisas repetidamente não levam ao crescimento, ainda mais no digital, que está em constante evolução. É necessário pessoas que fiquem alertas a tudo. Por isso, sempre aprimorar… Cursos pagos ou gratuitos, por aí vai. Custa mais barato treinar alguém da equipe do que contratar novas pessoas.

Depois de avaliar tudo isso, você deve estar se perguntando: e como eu defino o orçamento do digital? Mas isso, é assunto para o próximo post. Não perca. 

Siga a gente no Instagram @medtarget

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *